CURIOSIDADES

 Acompanhe o nosso blog e fique atento às novidades...

Saúde

29-06-2021

Inspira e Expira!

Quando falamos em melhorar a nossa saúde, automaticamente pensamos em comer melhor, beber mais água e fazer exercício regularmente - o que são, obviamente, excelentes estratégias - mas serão as únicas?

Precisamos de pouco tempo para nos alimentar corretamente, beber a quantidade de água recomendada e treinar, mas há uma coisa que fazemos a toda a hora e sob a qual (habitualmente) nem pensamos, a nossa respiração. Para além disso, conseguimos estar alguns dias sem beber água e sem comer, mas mal conseguimos estar 30 segundos sem respirar. Este facto deveria fazer-nos pensar sobre o motivo pelo qual não investimos em algo de que tanto dependemos.

Um adulto realiza, em média, 16 respirações por minuto, o que equivale a aproximadamente 23.000 respirações por dia. Significa que, perto dos 30 anos, já inspiramos e expiramos mais de 250 milhões de vezes. Isto é algo que não estamos sempre a controlar, fazendo parte da responsabilidade do sistema nervoso autónomo, contudo, a forma como o fazemos parece ter impacto sobre como nos sentimos física e psicologicamente.

Hoje em dia, vivemos num mundo em constante mudança, a um ritmo acelerado, com a tecnologia sempre a bombardear informação e permanentemente em piloto automático. Quem é que nunca ficou na dúvida se trancou a porta de casa ou de como foi o percurso de carro até ao trabalho? Esta constante agitação faz com que o nosso sistema nervoso esteja sempre alerta, não porque de forma consciente sentimos este alvoroço como ameaçador, mas porque automaticamente o corpo está preparado para dar uma resposta de luta ou fuga.

A questão é que acabamos por viver constantemente como se estivéssemos a fugir de um leão e se isso a curto prazo é benéfico, porque nos ajuda a estar alerta e a dar uma resposta rápida, a longo prazo tem repercussões. Fazendo o paralelismo do leão com a vida quotidiana, ele corresponde aos desafios que enfrentamos e que, não os podendo evitar, é crucial geri-los de uma forma mais adaptativa.

Quando falamos em respiração, associamos a inspiração ao sistema nervoso simpático (o do leão) daí que, quando estamos mais ansiosos, respiramos mais rápida e superficialmente, a frequência cardíaca e pressão arterial aumentam e estamos mais tensos. Já a expiração associamos ao sistema nervoso parassimpático (por exemplo, terminamos um dia cansativo de trabalho e expirarmos profundamente), ajuda-nos a diminuir os níveis de cortisol (hormona do stress). O ritmo cardíaco aumenta a capacidade de digestão, ajuda a adormecer e a regular as emoções.

Respirar de forma mais consciente permite ter uma melhor gestão sobre o sistema nervoso e pode melhorar a forma como nos sentimos.

Tal como qualquer outro exercício, a respiração varia com a intencionalidade (lidar com uma situação de ansiedade ou adormecer mais facilmente) e a regularidade. Realizar alguns exercícios diariamente (ao acordar, ao adormecer, no comboio, no avião, na secretária, antes de comer, antes de uma reunião importante) permite-nos estar mais em contacto com o presente e “desligar” o piloto automático.

Seguem algumas instruções de respiração:

  • Sentar-se numa cadeira/sofá/chão ou deitar-se com uma postura correta e confortável;
  • Fechar os olhos e sentir o corpo apoiado;
  • Colocar as mãos sobre o diafragma - respiração mais profunda (posteriormente, poderá já não ter necessidade de o fazer e colocar as mãos em cima das pernas ou ao lado do corpo);
  • Sentir a respiração normal durante algum tempo;
  • Inspirar pelo nariz (4 tempos) e expirar pela boca ou pelo nariz (4 tempos), sentindo o diafragma a expandir e a voltar ao normal - 10 repetições.
  • Perante uma situação de maior stress ou, por exemplo, quando queremos adormecer, podemos fazer a inspiração a 4 tempos e a expiração a 8 tempos.

Para concluir, a principal mensagem que se pretende transmitir é a capacidade que temos de impactar positivamente a nossa saúde física e mental, contribuindo para uma vida mais sustentável, utilizando, neste caso, a respiração em nosso benefício. Estejam atentos a vocês e à vossa saúde mental, pois ela é um elemento-chave no vosso bem-estar!

 

Drª Bárbara Nobre - Coach

Saúde

22-06-2021

A Chegada do Verão e a Procura dos tratamentos Estéticos

Vivemos atualmente numa era em que o culto do corpo tem cada vez mais influência sobre a
nossa autoestima, o que é acompanhado com a constante evolução do mundo da beleza e dos
procedimentos estéticos, criando essa necessidade.


Com a chegada do Verão, a busca pela imagem perfeita intensifica, sendo que as principais
preocupações passam pela perda de volume ou gordura localizada e pela redução da flacidez,
havendo uma crecente procura por procedimentos que garantam uma melhoria no aspeto da
pele do rosto e do corpo de forma rápida e eficaz.


Nota-se que com a chegada do tempo mais quente existe uma maior procura para alguns
tratamentos não cirúrgicos que se enquadram nos programas de Liposhape que se direciona
para o tratamento de lipodistrofia localizada, mais conhecida por gordura localizada; Cellstop
que se destina a tratar o friboedema geloide ou celulite; Body Firming que se destina a
melhorar a flacidez dérmica e muscular. Nestes programas são utilizados vários equipamentos
que utilizam a mais avançada tecnologia, para obter resultados ainda mais eficazes e
imediatos.


Desta forma, destacamos três equipamentos, a TR-Therapy Elite ou radiofrequência
direcionada, que consiste na utilização de energia eletromagnética de alta frequência que leva
a uma hipertermia tecidular seletiva.

 Graças a este mecanismo, o cliente experimenta uma alteração instantânea da textura e aspeto da pele,
redução do edema, regeneração tecidular e cicatrização, assim como, um alívio imediato da
dor.


A X-Wave ou ondas de choque radiais têm a capacidade de gerar impulsos que induzem
vibração no tecido conjuntivo, provocando um alongamento alternado com relaxamento,
levando à recuperação da flexibilidade através da reestruturação celular. É a mais recente
inovação para combater a celulite e a flacidez de pele.


Por fim, Lymphastim 12 Topline ou pressoterapia é uma drenagem linfática mecânica. É um
método terapêutico bem estabelecido e clinicamente comprovado que oferece resultados
imediatos e visíveis. O ciclo de pressões e descompressões deve ser lento, para favorecer a
deslocação da linfa de forma a ser absorvida e diminuir, deste modo, a sensação de inchaço.
Estes, isoladamente ou em combinação, destinam-se ao tratamento de gordura localizada,
celulite, flacidez cutânea, rugas, acne cicatricial, recuperação pós-cirúrgica, prevenção e
tratamento de fibroses, retenção de líquidos nos membros inferiores, regeneração e
rejuvenescimento dos tecidos moles.
 


A melhoria estética advinda dos métodos invasivos ou não-invásivos é frequentemente
apreciável, tendo um grande efeito na melhoria da silhueta e permitindo habitualmente uma
melhoria assinalável em termos de conforto e de bem-estar psicológico.

 

Marque a sua consulta de avaliação e obtenha resultados duradouros.

 

 

Fisioterapeutas

 

Sara Fernandes

Vânia Ferreira

 

Saúde

02-11-2020

Os cuidados a ter com a sua pele em época de Covid-19

Hoje vivemos uma das piores pandemias mundiais, e segundo as orientações da Direção-Geral da Saúde (DGS), a utilização de equipamentos de proteção individual, como a máscara, é agora recomendada de forma generalizada.

A utilização da máscara pode a longo prazo causar efeitos colaterais na pele do rosto, uma vez que, criam um ambiente quente e húmido e quando usadas por tempo prolongado podem causar irritações, erupções cutâneas, prurido, acne e dermatites de contato, em casos extremos pode levar a hiperpigmentações, descamação e hematomas pelo atrito constante. Em pessoas em que já apresentem uma patologia crónica de pele previamente identificada, como acne, rosácea, dermatite atópica, dermatite seborreica ou psoríase podem também agravar o seu quadro clínico.

Assim, surge a necessidade de adotar medidas de prevençãopara as complicações anteriormente descritas:

  • É importante uma limpeza diária e regular com um gel de limpeza (adstringente e loção micelar) adquado ao seu tipo de pele. Após a utlização prolongada da máscara recomendamos a higienização do rosto;
  • Deve hidratar a pele com mais frequência, sendo que o cosmético não deve ser abrasivo para a pele e lhe provoque uma maior irritação, nomeadamente cremes anti-envelhecimento (contendo retinoides, alfa-hidroxiácidos não prescritos por profissionais, já que estes produtos acabam por comprometer o efeito barreira da pele) deve investir em fórmulas ricas em princípios ativos restauradores e calmantes com as ceramidas e vitamina E;
  • Evitar o uso de maquilhagem e aproveitar alguns periodos de descanso de forma a deixar a pele respirar e não obstruir os poros.

É importante não esquecer os fatores emocionais como potenciais causadores de alterações dérmicas. Esta situação pandémica leva-nos a uma insegurança constante e a uma mudança de rotina que aumenta os nossos níveis de stress, que por sua vez, origina uma desregulação hormonal, aumentando assim, a produção de cortisol estimulando as vias inflamatórias e consequentemente maior oleosidade na pele favorecendo a proliferação da bactéria do acne.

Assim, é fundamental uma avaliação promenorizada do seu rosto, bem como, do seu stress e ansiedade por parte de profissionais especializados de forma a diminuir e pervenir as complicações associadas ao uso da máscara.

 

Marque a sua consulta de avaliação junto dos nossos profissionais de saúde.